CASOS

ENTENDENDO O AMBIENTE DE UMA FÁBRICA AUTOMOTIVA
RENAULT

Um dos grandes desafios que as empresas modernas enfrentam é alinhar as perspectivas de evolução de seu modelo de negócios às necessidades e às expectativas do ambiente em que operam. Um alinhamento que não deveria implicar, para a empresa, a satisfação plena das demandas dos stakeholders que causem impacto na conquista de um bom desempenho empresarial e social, pelo contrário, significa que o negócio é mais sustentável se há empatia com o ambiente.

Atualmente, as comunidades e os stakeholders em geral são mais ativos, solícitos, mobilizam-se por ideais comuns, especialmente os relacionados com a proteção do meio ambiente e fatores sociais e econômicos que beneficiem seu desenvolvimento.

Face a essa realidade empresarial que é cada vez mais comum, Renault, por meio da área de Relações de Governo e Responsabilidade Social Corporativa, entrou em contato com a Ágora Colômbia para que, devido ao seu expertise em análise de ambiente e gestão estratégica na área social, elaborasse um diagnóstico de percepção social na cidade de Envigado, município localizado no Departamento de Antioquia, onde está a montadora da Renault, na Colômbia.

Renault tem apresentado uma história de comprometimento com a Colômbia e com Envigado, sendo a principal fonte de emprego para o município, com excelente relacionamento com as autoridades locais, e uma grande contribuidora para o desenvolvimento econômico local.

“As companhias que constroem as agendas sociais, sem compreender as necessidades do ambiente e sem buscar a licença social, fracassam rapidamente. Empresas como a Renault entendem que desenvolver essa empatia com a comunidade faz com que seu negócio seja sustentável”

Miguel Ángel Herrera, presidente e sócio da Ágora Colômbia e México

RESULTADOS CONCRETOS COM O MENOR TEMPO POSSÍVEL
Ágora elaborou uma base de dados com os stakeholders prioritários de Envigado e, baseada na metodologia qualitativa-exploratória, identificou os líderes, para que o diagnóstico – realizado com base em um questionário – fosse aplicado no primeiro momento das audiências.

Durante duas semanas, em trabalho de campo, a equipe de pesquisadores da Ágora esteve em contato com autoridades locais, líderes clericais, diretores de colégios públicos e privados, grêmios, jornalistas regionais e líderes comunitários, entre outros, para conhecer o conjunto de percepções.

Uma vez finalizados o diagnóstico e a análise dos resultados, Ágora entregou à Renault conclusões e recomendações acerca da contribuição da Renault para o desenvolvimento econômico, social e ambiental do município; e ações frente à posição, aos interesses e às expectativas dos stakeholders.

As descobertas feitas pela Ágora facilitaram a identificação de possíveis riscos reputacionais e a antecipação de ações face a esses riscos. O documento final foi a base para que a Renault fortalecesse ainda mais seus projetos de Relações Públicas e Responsabilidade Social Corporativa, priorizasse as iniciativas sociais e definisse uma agenda social e ambiental.

“Ágora tem a experiência e a metodologia para fazer diagnósticos de percepção eficazes e de qualidade. As descobertas feitas pela assessoria à Renault ratificam o valor do serviço da Ágora”

Diana María Gacharná, diretora da Ágora Colômbia